Menu principal






















Somos a primeira grande companhia aérea a compensar as emissões de carbono do combustível usado em todos os voos.

------------------------

 
Naturalmente, acreditamos que voar é uma coisa fantástica. Mas temos de equilibrar isto com o efeito que sabemos que os voos têm no meio ambiente. Assim, por cada voo que operamos vamos compensar o carbono produzido pelo combustível usado, investindo em projetos que incluem plantar árvores ou proteger contra a desflorestação. Sabemos que a compensação das emissões de carbono é apenas uma solução provisória, enquanto são desenvolvidas novas tecnologias. Mas atualmente acreditamos que é a melhor forma de retirar o carbono da atmosfera.


Mas não vamos parar aqui. Vamos continuar a descobrir outras formas de reduzir as emissões de carbono, como a circulação na pista com um só motor ou a remoção de peso do avião, tudo para usar menos combustível. Temos apoiado o desenvolvimento da tecnologia elétrica e vamos continuar a fazê-lo, para garantir que voar continua a ser uma opção sustentável para todos nós no futuro.


O que é que isto significa para si

 
O facto de sermos a primeira grande companhia aérea a compensar as emissões de carbono do combustível usado em todos os voos, significa que, se escolheres voar, voar connosco será a escolha mais sustentável.

Para a tua experiência de viagem, tudo se mantém igual - O custo do teu voo, o desempenho do próprio avião e a sua segurança não serão afetados pelos nossos esforços em reduzir as emissões de carbono.
 

O que é a compensação das emissões de carbono?

 
A compensação das emissões de carbono consiste na redução das emissões de dióxido de carbono ou de outros gases de efeito de estufa da atmosfera, de forma a compensar as emissões criadas noutros lugares. Isto significa assegurar que por cada tonelada de CO2 emitida pelos nossos aviões, há menos uma tonelada na atmosfera. Podemos fazer isto investindo em projetos que retiram fisicamente o CO2 do ar, como plantar mais árvores ou proteger contra a desflorestação.

As emissões de carbono podem ser compensadas desta forma porque uma tonelada de CO2 tem o mesmo impacto climático onde quer que seja emitida.

Como estamos a compensar as emissões de carbono?

 
Vamos pagar para compensar as emissões de carbono do combustível usado em todos os nossos voos. Participaremos apenas em projetos de compensação de emissões de carbono que cumpram as normas Gold Standard ou Verified Carbon Standard (VCS) – estas empresas são reconhecidas e respeitadas em todo o mundo pelos seus padrões de compensação de emissões de carbono.

Os projetos em que planeamos investir incluem:

  • Florestação (plantar novas árvores) e prevenção da desflorestação
  • Produção de energias renováveis, incluindo solar e eólica
  • Trabalhar com comunidades locais em países em desenvolvimento para encorajar a redução das emissões alterando o seu estilo de vida


A compensação das emissões de carbono é uma parte importante do nosso percurso para a redução das emissões de carbono, mas não é tudo. Há já algum tempo que andamos a explorar a tecnologia elétrica, mas enquanto estiver em desenvolvimento, continuaremos a trabalhar noutro tipo de ações para reduzir as nossas emissões de carbono. Os exemplos disponíveis incluem tecnologias como a circulação na pista com uso de eletricidade, bem como a utilização de energias renováveis nas atividades fora de voo.

 


Iniciativas atuais para redução de carbono

 
A compensação das emissões de carbono junta-se aos nossos esforços continuados para reduzir as emissões de carbono.

Objetivos de redução das emissões de carbono

Desde 2000, reduzimos as nossas emissões de carbono por passageiro-quilómetro em 33,6%.

Aviões modernos e com utilização eficiente do combustível:

Introduzimos o avião Airbus A320neo em junho de 2017 e, este ano, recebemos o nosso primeiro A321neo - o nosso maior avião, mais silencioso, de custo mais eficaz e mais ecológico de sempre.

Voar com eficiência

  • Queremos encher todos os voos para serem mais produtivos. Este ano, o fator de carga foi de 92,9%.
  • Para reduzir a utilização de combustíveis, usamos rotas ponto-a-ponto, em vez de voar para um aeroporto de ligação e depois para o destino final.
  • Sempre que possível, usamos apenas um motor quando estamos a circular na pista e usamos técnicas de subida, descida e aterragem que melhoram a eficiência.
  • Para reduzir o peso e o consumo de combustível, usamos assentos leves da Recaro e dispositivos eletrónicos em vez de documentos em papel.

 

A nossa ambição futura – iniciativas a longo prazo para redução de carbono

 
Sabemos que, se queremos assegurar que voar é uma opção viável no futuro, temos de investir em iniciativas a longo prazo - e é precisamente isso que estamos a fazer.

Aviões elétricos e híbridos

  • Apoiamos a Wright Electric que tem o objetivo de produzir um avião 100% elétrico
  • Acabámos de anunciar um projeto de desenvolvimento conjunto com a Airbus para um avião elétrico.

Novas tecnologias

  • Estamos a trabalhar com a Airbus, a Rolls Royce e a Safran para criar novas tecnologias para reduzir a pegada de carbono durante o voo
  • Também iremos apoiar o desenvolvimento de tecnologias necessárias para aviões híbridos e elétricos, ao mesmo tempo que apoiamos tecnologias de captura avançada de carbono. Vamos analisar a utilização destes tipos de tecnologias, bem como de combustíveis de aviação sustentáveis (SAF) quando se tornarem disponíveis e comercialmente viáveis.

Olhar para além do carbono

Estamos a fazer o máximo de esforço para reduzir o plástico descartável ao mínimo e, no ano passado focámo-nos na eliminação do plástico do nosso serviço de bordo. Sempre que isso é possível estamos a:

  • Reduzir a quantidade de plástico que usamos em geral
  • Oferecer descontos em bebidas quentes para clientes que tragam o seu copo reutilizável
  • Substituir itens de plástico por alternativas sem plástico, por exemplo, substituir colheres de plástico por colheres de madeira.

Para obter mais informação, visita o capítulo dedicado à Sustentabilidade no nosso relatório anual.