easyJet logo

Passageiros com Necessidades Especiais

Avise-nos de suas necessidades

Se tiver requisitos específicos, deve informar-nos desses requisitos, pelo menos, 48 horas antes da sua viagem. 

Se efectuar a Reserva através do telefone, deve avisar-nos de suas necessidades no momento da Reserva.

Os passageiros que efectuam a Reserva através da internet devem seleccionar o tipo de assistência que necessitam durante o processo de Reserva.

Em alternativa, se tiver efectuado uma Reserva sem nos avisar de suas necessidades, deve entrar em contacto com o nosso Serviço de Apoio ao Cliente por telefone, para fazer a pré-reserva desta necessidade ou da assistência, através do serviço de confirmação da Reserva, em My easyJet.com.

Deve considerar um mínimo de 48 horas de aviso para informar as autoridades do aeroporto qual será a assistência de que irá necessitar. 

 Pode não ser possível satisfazer os pedidos recebidos menos de 48 horas antes da hora de partida prevista de um Voo. Esta situação pode fazer com que os passageiros fiquem impossibilitados de viajar se as autoridades aeroportuárias não puderem satisfazer as suas necessidades. Mas, sempre que possível, a easyJet esforçar-se-á por oferecer assistência aos passageiros, no embarque e desembarque dos Voos.

Os regulamentos de segurança da aviação civil exigem que os passageiros com necessidades especiais não sejam autorizados a sentar-se em filas de saída de emergência ou em lugares restringidos. Fora destes requisitos de segurança, iremos proceder a todos os esforços ao nosso alcance para atender aos seus requisitos em relação aos lugares.

Procedimentos e Medicação

Os passageiros serão autorizados a levar equipamento médico e/ou até 2 unidades de equipamento de mobilidade quer na bagagem de mão quer na bagagem de porão, sujeitos a que esse equipamento médico ou equipamento de mobilidade tenha uma forma e um tamanho que se adeque ao transporte na cabine do avião.

O equipamento com dimensões excessivas irá precisar de ser transportado no porão do avião. Este é transportado gratuitamente além das suas especificações de bagagem normal. A medicação/equipamento médico deve ser transportado(a) separado(a) da bagagem de porão normal dos passageiros para assegurar a facilidade de reconhecimento no balcão de entrega de bagagem.

Para verificar a sua medicação vital e/ou suprimentos médicos, vai precisar de documentação médica (por exemplo, carta) do seu médico, a confirmar que deve tomar esta medicação e/ou suprimentos. Os passageiros que viajam com medicamentos controlados e/ou materiais injetáveis são informados que devem fazer-se acompanhar de uma carta/prescrição médica, a confirmar as informações dos medicamentos e o seu uso previsto.

Cadeiras de Rodas e Equipamento de Mobilidade

Cadeiras de rodas e equipamentos auxiliares de mobilidade que não podem ser movimentados manualmente para o porão do avião, apenas serão aceites para viagem se ambos os aeroportos puderem providenciar meios para carregar/descarregar o dispositivo. Note que alguns aeroportos podem não possuir equipamento suficiente para movimentar cadeiras de rodas e equipamentos auxiliares de mobilidade pesados. Se nos notificar com 48 horas antes da sua partida vai permitir-nos conhecer a situação e utilizar todos os esforços ao nosso alcance para responder às suas necessidades. Serão transportados gratuitamente dois itens de equipamento de mobilidade (por ex.: cadeiras de rodas, equipamentos auxiliares de mobilidade) por passageiro, para além da bagagem de porão permitida ao passageiro. As cadeiras de rodas para desporto podem ser incluídas nesta permissão. No entanto, qualquer cadeira de rodas de desporto transportada para além dos dois itens de equipamento de mobilidade permitidos por passageiro, será tratada como "Equipamento Desportivo" (ver artigo 20.4 (bagagem, bagagem de porão) e o artigo 20.6 (bagagem, equipamento desportivo)) e será cobrada a taxa aplicável.

As cadeiras de rodas motorizadas com baterias seladas não derramáveis serão aceites para transporte nos aviões da easyJet. A easyJet não transportará cadeiras de rodas com baterias derramáveis, não seladas.

A assistência à cadeira de rodas pode ser prestada no aeroporto para os passageiros que precisam de assistência (incluindo os passageiros que usam cadeiras de rodas, passageiros que não conseguem andar sem ajuda, passageiros que não conseguem subir as escadas do avião ou os passageiros que não conseguem caminhar longas distâncias). Deve informar a easyJet no momento em que efetuar uma reserva e, o mais tardar, 48 horas antes da hora de partida prevista do seu voo, para disponibilizarmos este serviço.

Necessidade de espaço adicional de assento

As dimensões mínimas dos nossos assentos são as seguintes:

• Comprimento (distância entre o encosto de um assento e o encosto do assento da frente): 29’’, aproximadamente 72,5 cm

• Largura (distância entre os braços do assento): 17 ½ " , aproximadamente 44 cm

Se não couber num assento simples com estas dimensões (incluindo por necessidades médicas especiais, por exemplo, uma perna partida) ser-lhe-á requerido que compre um assento adicional, às taxas aplicáveis para acomodar as suas necessidades.

Passageiros que viajem com membros fracturados

Os passageiros que viajem com algum membro engessado da cintura para cima só necessitam de um assento.

Os passageiros adultos que viajem com os membros inferiores imobilizados até à cintura e/ou a perna totalmente engessada, devem comprar dois ou três assentos no total, por Voo, para viajar conforme necessário para acomodar a sua altura de forma confortável. Desta forma, a perna poderá ser elevada durante o voo para reduzir o inchaço.
Os passageiros que viajem com a parte inferior da perna engessada podem necessitar apenas de um assento. O número de lugares necessário é determinado pela necessidade de acomodar confortavelmente a altura do Passageiro.

A necessidade de compra de mais assentos é exigida, independentemente de o avião estar cheio ou não. Se o Voo estiver cheio, deverá transferir-se para o Voo seguinte disponível onde poderá adquirir um lugar adicional. Nestas circunstâncias, a easyJet não será responsável por quaisquer custos de alojamento.

Os mesmos requisitos se aplicam aos lugares adicionais reservados para crianças que viajam com as pernas engessadas, mas o comprimento do gesso terá de ser determinado para decidir se a criança precisa de um, dois ou três assentos para permitir que a perna seja elevada durante o Voo.

Os passageiros que viajam com imobilização de gesso que tenha sido aplicado há 48 horas, devem ter em atenção que o gesso terá de ser rachado (a rachadura terá de ser feita a todo o comprimento do gesso), para proteger contra o inchaço que possa ocorrer durante o voo. Se o gesso tiver sido aplicado há mais de 48 horas, não é preciso rachar o gesso. Isto é aplicável tanto às mobilizações de gesso como de resina.

Passageiros que viajam com próteses de membros

É permitido o transporte de cilindros de gás utilizados para operar membros mecânicos, bem como cilindros sobresselentes do mesmo tamanho, para assegurar um abastecimento adequado para a duração da viagem.

Passageiros cegos, surdos e mudos

Serão tomadas medidas para que estes passageiros que são cegos, com problemas de visão, surdos ou com problemas de audição sejam embarcados em primeiro lugar, para que a tripulação de cabine lhes possa explicar as normas de segurança a bordo do avião. Se estiver a viajar com um Cão-Guia ou de Assistência, é favor consultar o Artigo abaixo.

Cães Guia e de Assistência.

Um Cão Guia é um cão treinado para prestar assistência de mobilidade às pessoas que são cegas ou com problemas de visão. Um Cão de Assistência foi especificamente treinado para assistir a pessoa com deficiência, incluindo cães para pessoas surdas ou com problemas de audição.

Para ser transportado como Cão Guia ou de Assistência num Voo, o Cão Guia ou de Assistência deve:

• Ser treinado para acompanhar e assistir pessoas com uma deficiência (incluindo pessoas com problemas de visão, audição ou limitações de mobilidade);

• Ser treinado por uma organização de treino reconhecida;

• Estar na posse de um documento oficial de identificação, emitido por uma organização de treino reconhecida, confirmando que este é um cão de serviço totalmente treinado ou que está sob o controlo de um instrutor;

• Usar um arnês/colete de identificação padronizado; e

• Permanecer permanentemente sob o controlo do passageiro,

(“Cão Guia ou de Assistência”).

Os passageiros devem informar atempadamente a easyJet se forem viajar com um cão Guia ou de Assistência durante o processo de reserva ou contactando a easyJet no balcão de vendas ou através da nossa equipa de Serviço de Apoio ao Cliente, pelo menos, 48 horas antes da partida do passageiro.

A easyJet aceitará um Cão Guia ou de Assistência, que acompanhe pessoas cegas, com deficiência visual, surdas, com deficiência auditiva ou qualquer outra deficiência que seja assistida pelo Cão Guia ou de Assistência, em voos para o RU ou do Reino Unido para a Europa continental a partir de todos os aeroportos do RU que servimos. Os Cães Guia e/ou de Assistência não estão autorizados em voos de/para o Reino Unido ou continente europeu de/para Marrocos, Egipto, Israel, Kosovo, Turquia ou Jordânia. Para o efeito, os voos do continente europeu para a Sicília, Sardenha ou Ilhas Baleares (ou vice versa) são considerados voos dentro do continente europeu. Para os efeitos dos Nossos Termos, consideram-se “Continente Europeu” todas as rotas da rede easyJet, excluindo os voos de/para o Reino Unido para o continente europeu ou de/para Marrocos, Egipto, Israel, Kosovo, Turquia ou Jordânia.

Os Cães Guia ou de Assistência, juntamente com os seus alimentos e artigos, serão acomodados gratuitamente, para além da Bagagem normal gratuita, em todos os voos domésticos de todos os voos que partem e terminam dentro do continente europeu  a partir de todos os aeroportos do RU que servimos, sempre sujeitos aos nossos Termos e Condições.

A aceitação do transporte de um Cão Guia ou de Assistência na cabine do avião depende de o Passageiro assumir a total responsabilidade pelo Cão Guia ou de Assistência, incluindo em Voos em rotas do Reino Unido, garantindo que o Cão Guia ou de Assistência cumpre os requisitos do UK Pet Travel Scheme.

Não aceitamos responsabilidade por qualquer Cão Guia ou de Assistência que não esteja devidamente documentado no momento de embarque, incluindo qualquer responsabilidade por ferimentos ou a perda, atraso, doença ou morte do animal em geral ou por quaisquer custos incorridos se for recusada a entrada do Cão Guia ou de Assistência num país, estado ou território.

Os Cães Guia ou de Assistência serão gratuitamente acomodados no chão, ao lado do seu portador. Os Cães Guia ou de Assistência devem usar permanentemente o arnês, fornecido pelo portador, enquanto se mantiver no terminal do aeroporto e a bordo do avião. O arnês deve estar preso ao cinto de segurança do dono durante a descolagem, aterragem, turbulência e sempre que o sinal “apertar o cinto” estiver ligado.

Para se certificar de que todos os procedimentos necessários são concluídos, recomenda-se aos passageiros com Cães Guia ou de Assistência que se apresentem no balcão de entrega de bagagem 90 minutos antes da hora de partida prevista do seu voo. Consulte o Artigo 12 (Check-in e Procedimentos de aeroporto) para mais informações.